toptop-post-breake

É chegado o mês de Dezembro e com ele as listas do que se fez de melhor durante o ano. Nós do Apenas Música, vamos montar 3 listas com os 20 melhores álbuns lançados em 2014. Será a nossa lista dos Melhores Discos de 2014. Cada editor irá montar sua lista. E aqui segue a minha em ordem alfabética para dar menos briga.

 

#1 | ’68 – In Humor and Sadness

68 in Humor and Sadness

’68 – In Humor and Sadness

Esse é o álbum de estreia da ’68, banda do Josh Scogin, vocalista da finada The Chariot. Um álbum que me agradou bastante, não é o The Chariot com outro nome como muitos pensavam, mas também não foge muito do que ele já costumava fazer. Espontaneidade e “Raça” se assim podemos dizer, é assim que defino esse trabalho.

#2 |  Anberlin – Lowborn

 

anberlin lowborn

Anberlin – Lowborn

 

Esse é o sétimo e último álbum da Anberlin. Mesmo que fosse um álbum muito ruim, ele estaria no meu Top Top de 2014, pelo conjunto da obra. Mas não se preocupem, o álbum é excelente e mais uma vez a Anberlin não decepcionou.

#3 | Chevelle – La Gárgola

 

Chevelle - La Gárgola

Chevelle – La Gárgola

Esse é o sétimo álbum de estúdio da Chevelle. Tá bom que não é uma banda cristã por essência, mas é a Chevelle, a mesma do “Wonder What´s Next”, e o som é o mesmo; pesado, sujo, “grunjento” e melódico, é a Chevelle de sempre.

https://www.youtube.com/watch?v=_Fm3OKxGw58

 

#4 |  Copeland – Ixora

 

Copeland -  Ixora

Copeland – Ixora

O álbum que marca o retorno triunfal de uma das minhas bandas favoritas. Não poderia escapar do meu Top Top 2014. Um álbum de muito bom gosto, letras muito boas e músicas encantadoras. Ótima pedida.

#5 | Crombie – Ao vivo no Teatro Municipal de Niterói

 

Crombie - Crombie ao vivo no Teatro Municipal de Niterói

Crombie – Crombie ao vivo no Teatro Municipal de Niterói

Um álbum nacional para dar uma temperada. Ótimo álbum ao vivo dos garotos da Crombie. Ótima produção, duas músicas inéditas e toda a dinâmica da apresentação ao vivo da banda.

#6 | Demon Hunter – Extremist

 

Demon Hunter - Extremist

Demon Hunter – Extremist

Esse é também o sétimo álbum da banda, conta com uma produção de alto nível e posso dizer que foi um álbum que manteve a média. Não é um álbum excelente, mas levando em consideração os lançamentos do gênero esse ano, com certeza ele se destaca.

 

#7 | Gerson Borges – Quero Aprender a Orar

 

Gerson Borges - Quero Aprender a Orar

Gerson Borges – Quero Aprender a Orar

Um dos maiores nomes da música brasileira, Gerson Borges literalmente nos presenteia com sua música e sua arte. Um álbum indispensável na pratilheira de quem ama música cristã brasileira. Entraria facilmente em um TOP 5.

https://www.youtube.com/watch?v=F1_YSomiN-c

 

#8 | Guardian – Almost Home

 

Guardian - Almost Home

Guardian – Almost Home

Outra banda que marcou seu retorno às atividades em 2014 foi a Guardian, e de cara já lançaram um álbum de alto nível. Almost Home foi distribuído gratuitamente pela internet, e lançado com uma edição super limitada de cópias físicas, item de colecionador mesmo. O álbum trás a tona o velho Hard Rock da banda.

 

#9 | Heloisa Rosa – Ao Vivo em São Paulo

 

Heloisa Rosa - Ao Vivo em São Paulo

Heloisa Rosa – Ao Vivo em São Paulo

Falando um pouco dos lançamentos que estão no “mainstream” do Brasil, eis uma grata surpresa, comprei o DVD apenas para ter mesmo, e acabei voltando e adquirindo os 2 CDs que compõe a obra. Um CD duplo acompanhado do registro em DVD do show em São Paulo. Uma produção para ninguém botar defeito, tanto musicalmente como na captação das imagens, figurino, cenário, enredo e tudo mais. Um trabalho que merece ser conferido e sem dúvidas merece estar no meu Top Top de 2014.

#10 | Kings Kaleidoscope – Becoming Who We Are

 

 Kings Kaleidoscope - Becoming Who We Are

Kings Kaleidoscope – Becoming Who We Are

Uma das minhas grandes descobertas em 2014. Banda nova para mim, foi amor à primeira “escutada”. Um trabalho excêntrico, singular que merece uma atenção maior.

#11 | Leonardo Gonçalves – Princípio

 

Leonardo Gonçalves - Princípio

Leonardo Gonçalves – Princípio

Sem dúvidas esse é o melhor trabalho de 2014 lançado no Brasil. Um trabalho digno de ser visto e revisto várias e várias vezes. Mais um que entraria fácil em um TOP 5. Se trata do primeiro DVD do Leonardo Gonçalves que também acompanha um CD. Já corri na loja mais próxima e garanti minhas duas cópias físicas, e apesar do encarte deixar um pouco a desejar em minha opinião, o conteúdo musical e visual é esplendido. Recomendadíssimo.

#12 | Liz Vice – There´s a Light

 

Liz Vice - There´s a Light

Liz Vice – There´s a Light

Um dos álbuns de Soul/R&B mais cativantes que já tive oportunidade de escutar até hoje. Já em seu trabalho de estreia, Liz Vice veio para mostrar que tem muita bala na agulha. Foi um daqueles álbuns que nunca mais saíram da minha playlist.

 

#13 |  P.O.D – SoCal Sessions

 

P.O.D - SoCal Sessions

P.O.D – SoCal Sessions

Pela espera, pela capa, pela expectativa de ouvir os clássicos em versão acústica.

https://www.youtube.com/watch?v=y0tZanc8k2o

 

#14 | Paul Demer – Canvas of Sky

 

Paul Demer - Canvas of Sky

Paul Demer – Canvas of Sky

Mais uma grande descoberta de 2014. Um álbum que dá gosto de ouvir, da primeira à última música. Esse entra para o meu TOP 5 também. Uma espécie de Pop/Indie/Worship.

 

#15 |  Shane & Shane – The Worship Initiative

 

Shane & Shane - The Worship Initiative

Shane & Shane – The Worship Initiative

A dupla Shane & Shane deu as caras em 2014 com um projeto imenso. São 10 álbuns com versões de músicas mais antigas e músicas mais novas que são cantadas nas igrejas dos EUA de modo geral. O legal é que como no Brasil nós traduzimos boa parte das músicas que vem de fora de bandas como Jesus Culture, Hillsong, Kari Jobe, etc… é possível se familiarizar mais facilmente com esse projeto. As versões são muito boas, vale a pena conferir.

https://www.youtube.com/watch?v=AqCIUDAbBNA

 

#16 |  Silvestre Kuhlmann – O Carpinteiro

 

Silvestre Kuhlmann - O Carpinteiro

Silvestre Kuhlmann – O Carpinteiro

Uma verdadeira obra de arte. Falar de Silvestre Kuhlmann e música boa é quase um pleonasmo, e não foi diferente nesse trabalho de 2014, O Carpinteiro. Indicado para quem gosta de MPB e Jazz. Um verdadeiro achado, uma pena que é tão pouco divulgado. Sem dúvidas tem seu espaço no TOP 20 de 2014.

https://www.youtube.com/watch?v=u2mTOhlTBMM

#17 | Stryper – Live At The Whisky

 

 Stryper - Live At The Whisky

Stryper – Live At The Whisky

Quase que inesperado foi o novo álbum do Stryper lançado no segundo semestre de 2014. Se trata de um álbum ao vivo, uma verdadeira resposta para quem ainda acha que eles não dão conta mais. O CD vem acompanhado do DVD registrando toda a apresentação. Como esperado, um belíssimo registro que vai entrar para a lista dos melhores de 2014 pela sua relevância.

#18 | The Collection – Ars Moriendi

 

The Collection - Ars Moriendi

Outra grande descoberta de 2014. Um álbum cheio de surpresas. Ouça a prévia abaixo e tire suas próprias conclusões de porque ele também vai acabar entrando para o TOP 20 de muita gente por ai.

 

#19 | Tourniquet – Onward to Freedom

 

Tourniquet - Onward to Freedom

Tourniquet – Onward to Freedom

O novo trabalho da Tourniquet veio para estourar os miolos de muita gente. Com diversas participações especiais, o álbum também se tornou especial. Confesso que ainda estou em processo de degustação do mesmo, mas com certeza ele se encaixa na lista.

#20 | U2 – Songs of Innocence

 

U2 - Songs of Innocence

U2 – Songs of Innocence

Tudo bem, não foi intencional, segui a ordem alfabética, mas esse álbum tem tudo para fechar a lista com chave de ouro. Os caras da U2 inovaram mais uma vez, distribuindo o álbum gratuitamente pela loja do iTunes, e apesar de algumas críticas aqui, outras acolá, e mesmo sabendo que esse não é um álbum do qual nos lembraremos no futuro como um Clássico da banda, é sim um grande álbum repleto de boas canções e que tem seu espaço no meu TOP 20 de 2014.

 

Bom, como disse no começo, essa é a minha lista, minhas opções, você não precisa ficar bravo caso um álbum que você acha que deveria estar aqui na lista, e não está. Basta deixar sua lista ai nos comentários e vamos nos falando.

Sobre o Autor

“A arte vence a monotonia das coisas assim como a esperança vence a monotonia dos dias.” ― G.K. Chesterton

Posts Relacionados

  • Anderson Butilheiro

    É… Acho que vão ser listas bem diferentes as próximas… hahaha

    • Alesson Gois

      Hahaha também acho xD

    • Isso é bom, alternância democrática no AM hehehe

    • Não esquece de fazer a sua ainda esse ano ein kkkkk

  • Thiago Fermorais

    Boa lista!

    Acrescentaria os seguintes álbuns:

    Neon Steeple – Crowder

    Criador do Mundo – Daniela Araújo

    I Am Mountain – Gungor

    Borderland – John Mark McMillan

    • Desses que vc citou eu realmente esqueci do Gungor…. depois que lembrei fiquei com preguiça de atualizar a lista, e tbm com pena de tirar algum dos que custei encaixar nos TOP 20. Muitos ali acabei colocando pela relevância, como o do Demon Hunter ou do Guardian. Nem são de fato os que eu mais escutei por exemplo, apenas para ser uma lista mais “justa”.

      • Alesson Gois

        Pow, eu fiquei em dúvida se “I Am Montain” era de 2013 ou 2014. Quando dei uma olhada rápida, vi que só o deluxe era deste ano. =/

        • Ah verdade cara, tem isso também. Ele saiu em 2013, não é atoa que a Gungor apresentou esse álbum no Rock no Vale ano passado.

          • Alesson Gois

            Isso isso isso 🙂

  • Que tal o Graça, do PC Baruk? Acho que é um CD sensacional, com ótima produção, passagem por basicamente todos os gêneros musicais e aquela qualidade barukiana que a gente já conhece e ama. Certamente vai entrar no TOP5 lá do meu blog!

    • Alesson Gois

      Eu ouvi uma primeira vez e me bloquei com a primeira faixa, mas vou conferir novamente. 😀

      • Hahaha entendo bem, Alesson!!! Eu tive um bloqueio inicial também e hoje em dia a primeira faixa é uma das minhas favoritas DO ANO. Ela ao vivo é um momento catártico na vida da pessoa, apenas. E tirando ela, o resto do álbum é muito bom também! 🙂

    • O PC nunca foi um cara que eu escutava com regularidade, o álbum novo dele ficou bom, não ouvi tanto, mas sei que tenho o dever de conferir de novo com calma, de tanto que meus amigos falam dele hehehe, deve ser bom mesmo, eu que não tive paciência para ouvir direito ainda.

      E tem um lado também, talvez por que é um album muito diverso, com muita farofada, me assustou um pouco, acredito. Mas em questão de qualidade e competência, o PC é um dos principais nomes no Brasil, na minha opinião. Tanto em letra como em música.

      • Pois é, a primeira música assusta mesmo mas, sinceramente, acho que ela é a única farofa do CD! Confesso que ainda não consegui passar da faixa, sei lá, 12, pq a essa altura eu já enjoei de Baruk, de Graça, de tudo aquilo e já quero escutar outra coisa (rs), mas a maior parte do álbum é excelente, confirmando isso que vc falou: o PC Baruk é um dos principais nomes do Brasil, tanto em letra quanto em música (e principalmente música, já que ele transita por todos os gêneros e consegue realizar um bom trabalho em cada um deles)! Ah, e um dos únicos que ainda reconhece que a graça é tudo de que a gente precisa. 🙂

  • Alvaro Torres

    Dos nacionais pra mim com certeza os melhores do ano foram:
    – PC Baruk
    – Léo G.
    – Davi Sacer

    3 CD’s de 2014 pra ninguém botar defeito!

    • Alesson Gois

      Pow, nem ouvi esse do Davi Sacer. Vou sacar o/

      • Alvaro Torres

        Cara é difícil falar qual CD é realmente o melhor, mas definitivamente o do Davi Sacer é o melhor CD com musicas congregacionais… todas as musicas são especificas para louvar a Deus na igreja, são todas exaltando a Deus. Massa D+

        • Alesson Gois

          Arretado. Qual o nome do álbum? 🙂

          • Alvaro Torres

            Venha o teu reino (y)

          • Alesson Gois

            Valeus! 😀

    • Concordo. Na verdade tive pouco tempo para ouvir o PC e o Davi, mas eles estão na lista aqui, vira e mexe estou dando uma olhada. Só que quando coloquei na balança com todos os outros lançamentos do ano, eles acabaram perdendo espaço, seja pela relevância na minha visão, ou seja por preferência musical mesmo. Muitos álbuns bons lançados esse ano, muitos retornos de bandas que estavam paradas, como foi o caso do Guardian e da Tourniquet. Bandas novas como a ’68 e Kings Kaleidoscope, sem falar na Liz Vice… e os clássicos que nunca sairiam de um Top Top como Stryper com cd ao vivo, Anberlin, etc…

      A verdade é que 2014 foi um ano muito bom, no aspecto musical. Tomara que 2015 venha com bons lançamentos.

      E no final das contas, pra fazer um TOP TOP justo mesmo, teria que separar os internacionais nos nacionais, pra começar a pensar em algo hehehe.