É certo que esse assunto de plágios ou como dizem por aí “pequenas motivações com forte influência” no meio da música cristã não é novidade pra ninguém. Mas vira e mexe, tem sempre uma polêmica nova nas interwebs sobre assunto. Algumas mais descaradas, outras nem tanto; eis que aprouve ao Apenas Música relacionar todas essas polêmicas, de forma bastante imparcial, e levantar novamente o assunto para debate, porém de uma forma um pouco mais sistemática, com provas cientificas dessas possíveis cópias.

Queremos primeiramente deixar bem claro que não queremos aqui colocar em cheque o trabalho de nenhum artista, nem mesmo duvidar da sinceridade das canções, do objetivo das letras e nem levantar qualquer outra questão que possa denegrir ou prejudicar a imagem de qualquer pessoa que seja. O objetivo é simples, mostrar algumas “coincidências musicais” espalhadas por esse mundão da música gospel e ouvir a opinião de cada um de vocês.

Para estrear essa controversa série, vamos chamar ao palco nosso querido Paulo César Baruk, artista que eu particularmente gosto muito, ouço com frequência, sempre que posso vou às suas apresentações e que reconheço, é um grande cantor, compositor e instrumentista que tem agregado muito valor para a música cristã de qualidade no Brasil.

A música que está causando um certo barulho nas redes sociais é “A Minha Força” do álbum “Eletro Acústico 3”, e em contrapartida temos a canção “Your Body Is a Wonderland” do John Mayer que está presente no álbum “Room for Squares”. Confiram a montagem feita abaixo com as duas músicas em paralelo.

 

E aí, o que acham? Coincidência ou versão? Deixe sua opinião nos comentários e claro, se você sabe de mais algum caso espalhado por aí, deixa o link das músicas para que a gente possa completar essa calorosa sessão aqui no Apenas Música.