195966_10150109567107735_4105232_n

 

Recentemente falamos sobre o novo trabalho da cantora e compositora Ginny Owens e neste post trouxemos um curioso detalhe dessa talentosa artista.

 

Nascida e criada em Jackson, Mississippi, Virginia Leigh Owens estava descobrindo melodias no piano antes mesmo de poder completar uma frase. Músicas começaram a emergir de seus dedos quando começou a ficar cega quando tinha cerca de 3 anos. Um condição degenerativa deixou Owens completamente cega. Apesar de sua deficiência, Owens perseguiu uma carreira musical.

O estilo musical único de Owens e as letras inspiradas continuam a atrair tanto o público cristão como o público no geral.

Em 2005 Owens lançou ‘The Fingerprint Initiative‘, uma organização sem fins lucrativos designada para “prazer esperança ao mundo, um projeto e um toque ao mesmo tempo.” A organização fez parceria e levantou dinheiro com os grupos Compassion International, International Justice Mission e Habitat for Humanity.

 

Foi ganhadora do Dove Award 3 vezes e já vendeu cerca de um milhão de álbuns. Atingiu as paradas musicais em rádio Cristã com “If You Want Me To“, “Free” e “I wanna be Moved” além de outras.

A música de Owens impactou o público no Lilith Fair, o Sundance Film Festival e a ‘Casa Branca’. Sua música chegou a aparecer nas séries “Roswell” e “Felicity”. Além disso, ela apareceu em rede nacional, incluindo o programa “Today” da NBC e na CNN, pela contribuição para reconstrução de New Orleans e Furação Katrina.

Retirado do site oficial de Ginny Owens
Traduzido e adaptado por Dâmaris Alves

Pra quem ainda não conhece seu som, aí vai:

 

Sobre o Autor

Modernizar o passado é uma evolução musical. (8)

Posts Relacionados