Apesar da capa tímida e da dificuldade para encontrar o material, lembro bem quando conheci a Período Letivo. Confesso que fui mais atraído pelo nome da banda e pelo nome do disco “Para ouvir e pensar”. Ao dar o play, a surpresa foi inevitável: eu estava diante de um achado fantástico. “Para os loucos, vida e paz”, “Nem sei dizer”, “Contra o amor não há argumentos”… era uma canção mais incrível que a outra. E eu pensava comigo: Deus, por quê isso não é conhecido?

Formada pelo André Costa (violão, guitarra e voz) e pelo Walley Bonfim (contrabaixo), a Período Letivo surgiu no contexto universitário (daí o nome da banda) em 2007 e, por causa disso, usava da intelectualidade e poesia nas suas composições. Com formação em Filosofia, o André Costa dava o tom das letras que faz jus ao título “Para ouvir e pensar”. No entanto, em 2010, pelos rumos da vida, o grupo não vingou.

Mas nesse período, o André Costa continuo produzindo. Tempos e outros, ele lançava algum vídeo caseiro, composições informais e belos singles como “Diário de um revolucionário”:

 

No início de 2016, o André Costa retoma o projeto renovando a proposta. De Período Letivo, a banda agora se chama CantoVerbo. Ao lado de Matheus Barbosa e Jonatas Venancio, a nova banda lançou o single “O Retorno” que conta a famosa parábola do Filho Pródigo. A sonoridade, a princípio, está mais acústica com um toque de folk, mas resta aguardar o disco de estreia previsto para o dia 30 de setembro. As expectativas são as melhores.

 

www.cantoverbo.com.br